Animais Fantásticos e Onde Habitam

Olá, tudo bem?

Já foi assistir o filme “Animais Fantásticos e Onde Habitam” no cinema? Ou esta em dúvida se te agrada? Hoje vou falar sobre o filme e algumas curiosidades..

Criação do filme

Se você reparou a escritora do filme é a mesmo de trilogia do Harry Potter. Por inúmeros motivos de se querer continuar o produção do filme Harry Potter, independente do formato. Criaram o Animais Fnatásticos e Onde Habitam, que traz de volta o universo mágico com outros personagens protagonistas, e ideia veio de uma forma tanto quanto inusitada.

O filme Animais Fantásticos e Onde Habitam, o primeiro de cinco filmes da nova franquia de Harry Potter, tem direção de David Yates e estreiou no Brasil no dia 17 de Novembro de 2016. As duas primeiras continuações têm estreias previstas para 2018 e 2020 e os outros ainda não têm data de lançamento. Além de assinar o roteiro, J. K. Rowling tem controle criativo sobre a adaptação.

Criação dos animais

David Heyman disse que “hoje em dia você pode criar o que quiser. Assim como todos os livros de Harry Potter, nós temos coisas no filme que não estão no roteiro.” Segundo o diretor David Yates, são mais ou menos 24 criaturas. Mas algumas delas aparecem quase que de relance.

Yates explicou ainda que a ideia não era criar animais que fossem tão fantasiosos, mas sim que pudessem pertencer ao mundo real. “Às vezes essas coisas podem parecer um pouco inacreditáveis, então tentamos dar uma qualidade bem orgânica à forma como às desenvolvemos“, contou o diretor.

Apesar de tudo ser inserido digitalmente na pós-produção, muitas das criaturas com as quais o elenco precisava interagir tinham de existir de alguma forma para referência de tamanho. Foi nesse momento que entraram as marionetes. Criadas pelo departamento de arte, as representações dos animais serviam para que todos que estivessem atrás e na frente das câmeras pudesse ter uma noção do tamanho de cada bicho e como eles se mexem e funcionam.

Ainda assim, nem todos os animais que aparecem no filme precisavam de uma marionete de referência. Segundo o responsável pelos objetos de cena Pierre Bohanna, dependia muito do que seria rodado e o que os protagonistas precisariam ver. “O tamanho influencia muito também, para representar algumas delas, literalmente só fizemos saquinhos de feijão para referência, enquanto algumas das maiores eram uma bolinha de tênis em um bastão“, explicou.

Depois, a equipe descobriu que seria melhor trabalhar com algumas pessoas no lugar de animais “porque podíamos interagir com atores“, enquanto outras cenas pediam por titereiros “para termos uma noção de como um animal se movia e depois fazer os mesmos movimentos novamente enquanto gravamos de verdade“, contou Redmayne. “Quando gravamos com o erumpente perseguindo Jacob (Dan Fogler), começamos com a marionete, eles deixavam o set e eu fazia tudo de novo interagindo com o nada, imaginando tudo. Mas eu tinha a memória do que acontece para usar na cena“.

Regras do mundo mágico

Por mais que Animais Fantásticos e Onde Habitam seja ambientado no mesmo universo mágico da franquia Harry Potter, a história não se passa mais na Inglaterra. Migrando para os Estados Unidos, mais especificamente Nova York, a mudança acaba trazendo muitas novas possibilidades ao mundo mágico de Newt Scamander, principalmente por se passar em uma época como os anos 1920, que foram tão representativos para a cidade por inúmeros motivos – um deles sendo a Lei Seca.

No universo do filme, da mesma forma como a proibição de fabricação, transporte e venda de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos criou toda uma nova sociedade secreta que vivia e prosperava do tráfico; a comunidade mágica também vivia às sombras, se escondendo da perseguição da Sociedade Filantrópica de Nova Salem, que quer expor e destruir os bruxos de Nova York.

Em nossa visita ao set do filme em Leavesden, na Inglaterra, o diretor David Yates contou que a principal diferença desse longa para a franquia Harry Potter é que “esse passa um pouco da sensação de novidade no sentido dele não ser ambientado em uma escola de magia, mas sim no mundo real, em Nova York.

Além disso, os temas são um pouco mais complexos“, explicou Yates. “A magia nesse mundo é proibida e reprimida, então há uma comunidade de bruxos que estão escondidos. Eles foram perseguidos no passado e agora se escondem de todos nós. Esse filme é sobre o que acontece quando os seus verdadeiros instintos e a pessoa que você é de verdade são negados, e como isso pode acabar se tornando algo perigoso. […] Existem algumas semelhanças no sentido de que a história tem muitos elementos divertidos“, concluiu.

Um importante ponto é que Animais Fantásticos, diferente dos oito longas protagonizados por Harry Potter, usa muito mais de lugares reais de Nova York do que aqueles criados para os filmes, como Hogwarts, Hogsmeade e outros ambientes mágicos. Devido à realidade da ambientação do longa, Craig explicou como o ano limitou algumas de suas escolhas: “Teria sido incrível usar alguns dos mais icônicos prédios art déco de Nova York como o edifício Chrysler ou o Empire State. Mas eles não existiam em 1926, ambos foram inaugurados no início dos anos 1930.

Mesmo assim, a época também empresta muito de seu charme para o longa. “Todos os cavalos, as pedras, os [primeiros carros Ford] Model T, a fumaça saindo dos bueiros…“, disse Dan Fogler, o não-maj Jacob Kowalski.”Não tem como competir com isso, é maravilhoso.

No caso de Pierre Bohanna, o supervisor de objetos de cena de Animais Fantásticos, a mudança também é bem representativa: “Muitas das coisas que fazemos são detalhes de pano de fundo que somente representam o universo, o mundo de Potter tinha muito mais ambientação no mundo bruxo, enquanto esse é muito mais ‘em locação’. Newt está fora da sua zona de conforto, está fora de seu mundo.

Um importante ponto é que Animais Fantásticos, diferente dos oito longas protagonizados por Harry Potter, usa muito mais de lugares reais de Nova York do que aqueles criados para os filmes, como Hogwarts, Hogsmeade e outros ambientes mágicos. Devido à realidade da ambientação do longa, Craig explicou como o ano limitou algumas de suas escolhas: “Teria sido incrível usar alguns dos mais icônicos prédios art déco de Nova York como o edifício Chrysler ou o Empire State. Mas eles não existiam em 1926, ambos foram inaugurados no início dos anos 1930.

Mesmo assim, a época também empresta muito de seu charme para o longa. “Todos os cavalos, as pedras, os [primeiros carros Ford] Model T, a fumaça saindo dos bueiros…“, disse Dan Fogler, o não-maj Jacob Kowalski.”Não tem como competir com isso, é maravilhoso.

No caso de Pierre Bohanna, o supervisor de objetos de cena de Animais Fantásticos, a mudança também é bem representativa: “Muitas das coisas que fazemos são detalhes de pano de fundo que somente representam o universo, o mundo de Potter tinha muito mais ambientação no mundo bruxo, enquanto esse é muito mais ‘em locação’. Newt está fora da sua zona de conforto, está fora de seu mundo.

Craig acabou contando que “existem algumas referências a Harry Potter e às futuras gerações, mas tudo nesse filme é ambientado em Nova York. Absolutamente tudo.” Ainda assim, nem tudo está exatamente no lugar que deveria: “uma das áreas tem como base o bairro Tribeca e prédios em particular que nós gostamos, mas nada  na ordem certa. Além do estilo da arquitetura, eles não fazem sentido geográfico. O que tentamos fazer nessa rua foi, bem lá no topo tinha um banco bem imponente, com degraus grandes e chamativos, o que acabou dando à rua um ótimo foco central. Mas nós precisamos mudar algumas coisas conforme a produção avançava para sermos outra rua em outro lugar e não dar a impressão de que tudo foi rodado no mesmo quarteirão“.

Trailer

Sinopse

O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Já assistiu? O que achou? E o que achou do post de hoje? Conte-me abaixo..

Beijos

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s